dengue
tv1
administrativos

Após audiência dos(as) Administrativos, comissão da ALMS levará reivindicações de servidores ao Governo

Após audiência dos(as) Administrativos, comissão da ALMS levará reivindicações de servidores ao Governo

23/04/2019 16h13
Por: Redacao
Fonte: FETEMS
2.060
al/ms
al/ms

Evellyn Abelha e Assessoria FETEMS
Foi realizada hoje, dia 22 de abril, por proposição da FETEMS (Federação dos Trabalhadores em Educação de Mato Grosso do Sul) através do mandato do Deputado Estadual Pedro Kemp, a Audiência Pública “Administrativos em Educação lutando por Valorização”, na Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul.
Esses são os pontos que serão levados ao Governo Estadual após a audiência pública: Chamada de concursados do administrativo da Educação, política salarial, abono salarial e manutenção da carga horária de seis horas.
“A Assembleia Legislativa mais uma vez tem seu plenário lotado de servidores que vêm trazer justas reivindicações. É importante ouvir a categoria para que possamos encaminhar essas propostas para o Governo do Estado, que é quem tem as condições de atender aos pedidos. Nossa luta não tem descanso”, destacou Kemp, presidente da Comissão de Educação, Cultura, Desporto, Ciência e Tecnologia, da Casa de Leis. O parlamentar afirmou que a Comissão realizará reunião com representantes do governo para apresentar as propostas da classe. “Tenho certeza de que teremos resultados positivos”, ressaltou. 
Para o presidente da FETEMS, Professor Jaime Teixeira, a intermediação da ALMS é necessária para a conquista das prioridades da categoria. “É importante que a gente aproxime a Assembleia Legislativa, unir forças com o Legislativo e o sindical para negociar com os gestores. É importante que tenhamos apoio dos deputados. De todos os 41 mil servidores estaduais, a pior tabela de salário é do administrativo da Educação, o valor é menor que o salário mínimo”, enfatizou.
Reivindicações - Além de reajuste de salários, um dos pontos mais debatidos durante a audiência foi o abono salarial da categoria. “Há três anos temos esse debate com o Executivo. Expirou a lei que garante o abono e não sabemos como vai ficar o mês de abril. Vai incorporar? Qual a política salarial para esses servidores?”, questionou Teixeira.
Já o presidente do Sindicato dos Trabalhadores Administrativos em Educação de Campo Grande (SINTEDE), Wilds Ovando, falou sobre o corte de ponto da categoria devido a uma paralisação do setor no dia 22 de março. “Sempre fizemos reposição dos dias paralisados. Não entendemos o porquê do corte se o governo sabe que fazemos a reposição”, alegou.

Profissionais debateram a valorização dos servidores

 

A mudança de seis para oito horas na carga horária dos servidores públicos do Estado também foi debatida. “Sobre a questão das oito horas, é inadmissível que tenhamos esse retrocesso, sabendo da insalubridade das condições das escolas. Essa exaustão dos servidores do administrativo não pode ser penalizada com um aumento de jornada”, defendeu a secretaria geral Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE), Fátima Silva.
Foram debatidos ainda a convocação dos aprovados no último concurso público para servidores administrativos; o baixo índice de aprovação do último concurso para professores da rede estadual de ensino; e a terceirização dos serviços administrativos.
Encaminhamento - De acordo com o superintendente de gestão de pessoas da Secretaria de Estado de Educação (SED), Wellington Fernando Modesto da Silva, os pedidos serão apresentados às autoridades competentes. “Essas questões serão levadas ao conhecimento da secretária de Educação, para que sejam discutidas com Governo do Estado e as decisões não penalizem os servidores”, disse.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Vicentina - MS
Atualizado às 15h05
24°
Muitas nuvens Máxima: 26° - Mínima: 18°
24°

Sensação

4.5 km/h

Vento

49.4%

Umidade

Fonte: Climatempo
carros
dourados agora
Municípios
Últimas notícias
donadela
Mais lidas
preto