Segunda, 10 de Agosto de 2020
67999851200
Covid-19 descaso

Saúde de MS confirma falta de máscaras e outros insumos em todos hospitais do Estado

Referência para tratar coronavírus no Estado, HRMS também enfrenta falta de insumos

27/03/2020 22h34 Atualizada há 4 meses
2.163
Por: Redacao Fonte: midiamax
Hospital Regional em Campo Grande. (Divulgação, Governo MS)
Hospital Regional em Campo Grande. (Divulgação, Governo MS)

Em meio a pandemia de coronavírus, o secretário estadual de saúde, Geraldo Resende, confirmou, a falta de insumos como máscaras e EPIs (Equipamentos de Proteção Individual) no Hospital Regional de Mato Grosso do Sul, que no momento é referência para tratar o novo coronavírus (Covid-19), e em todos os hospitais do Estado.

O Jornal Midiamax recebeu a reclamação de leitores. “Hospital Regional não tem máscara para funcionários. É essa importância que o Governo dá para essa pandemia? Três suspeitos estão em locais diferentes do hospital”, disse um leitor.

O secretário confirmou a escassez não apenas no HR, mas em todos as unidades que estão tratando a doença no Estado. Ele explicou que a secretaria está enfrentando extrema dificuldade para comprar os materiais com o valor elevado no mercado atual, e condenou o uso exagerado de servidor nos estoques hospitalares.

do atual, e condenou o uso exagerado de servidor nos estoques hospitalares.

Além disso, ele afirmou que um estoque de insumos chegou em Guarulhos, dia1), e deve ser distribuída aos estados pelo Ministério da Saúde.

Nas unidades municipais de saúde de Campo Grande, no entanto, conforme o secretário de saúde José Mauro Filho, ainda não há falta de máscaras. Segundo ele, os estoques estão completos e há reserva dos itens, que ainda não estão sendo colocados totalmente à disposição da população para evitar falta em momento posterior, em que a pandemia do coronavírus pode atingir pico de contaminados.

Problema frequente

A situação que o HRMS enfrenta durante a pandemia não é novidade, afirma o presidente do SINTSS (Sindicato dos Trabalhadores em Seguridade Social), Ricardo Bueno. Desde o ano passado, os funcionários da unidade reclamam do estoque baixo. O alerta e o número de casos do coronavírus acelerou o uso dos equipamentos de segurança.

“O problema é que o hospital virou referência para tratar a Covid-19 e não tem máscara suficiente. É um problema recorrente do hospital solicitar compras como no ano passado, por exemplo, que pediu EPIs, como as máscaras especiais M95, e infelizmente não foi comprada. As que eles (funcionários) têm em estoque estão acabando. O hospital está preparado para atender na forma do conhecimento dos profissionais, mas o insumo está acabando. Se acabar, como que esses profissionais vão se expor? Se o profissional se contaminar, não terá linha de frente para atender a população”, explica.

Conforme Bueno, hoje o sindicato oficializou um protocolo solicitando e cobrando a SES (Secretaria Estadual de Saúde), uma explicação e a compra dos equipamentos.

 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Vicentina - MS
Atualizado às 05h56 - Fonte: Climatempo
20°
Poucas nuvens

Mín. 19° Máx. 33°

20° Sensação
13.9 km/h Vento
48.8% Umidade do ar
90% (5mm) Chance de chuva
Amanhã (11/08)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 20° Máx. 35°

Sol, pancadas de chuva e trovoadas.
Quarta (12/08)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 19° Máx. 29°

Sol com muitas nuvens e chuva
Ele1 - Criar site de notícias