titas
dengue
partiu
Temendo ameaças, Jean Wyllys decide abrir mão de mandato e não voltar mais ao Brasil
Redação Vip News com informações do Uol
24/01/2019 15h30Atualizado há 3 meses
Por: Redacao
Fonte: folha
2.112
willins
willins

Reeleito pela segunda vez para a Câmara Federal, o deputado Jean Wyllys (PSOL/RJ) anunciou que vai abrir mão do mandato e não pretende voltar ao Brasil. Em entrevista à Folha de São Paulo, Wyllys - que está de férias fora do País - diz que pretende se dedicar à vida acadêmica, e não vai retornar ao Brasil em razão das ameaças que vem sofrendo desde o assassinato da vereadora Marielle Franco (PSOL), em março do ano passado. O parlamentar vive sob escolta policial desde então. 

Segundo ele, também pesou em sua decisão de deixar o país as informações de que familiares de um ex-PM suspeito de chefiar milícia investigada pela morte de Marielle trabalharam para o senador eleito Flávio Bolsonaro (PSL), filho do presidente Jair Bolsonaro (PSL) durante seu mandato como deputado estadual pelo Rio. "Me apavora saber que o filho do presidente contratou no seu gabinete a esposa e a mãe do sicário", disse Wyllys. "O presidente que sempre me difamou, que sempre me insultou de maneira aberta, que sempre utilizou de homofobia contra mim. Esse ambiente não é seguro para mim", avalia.

 

Defensor das causas LGBT, Wyllys também diz estar "quebrado por dentro" em razão das notícias falsas divulgadas contra ele por grupos conservadores, apesar de já ter vencido cinco processos por injúria, calúnia e difamação. "A pena imposta, por exemplo, ao Alexandre Frota não repara o dano que ele produziu ao atribuir a mim um elogio da pedofilia. Eu vi minha reputação ser destruída por mentiras e eu, impotente, sem poder fazer nada. Isso se estendendo à minha família. As pessoas não têm ideia do que é ser alvo disso", afirmou Wyllys, referindo-se ao caso do deputado federal eleito pelo PSL de São Paulo, condenado em primeira instância na Justiça Federal, em dezembro do ano passado, a pagar uma indenização de R$ 295 mil por postar uma foto de Jean Wyllys acompanhada de uma declaração falsa sobre pedofilia. 

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários
Site desenvolvido pela Lenium